Temer bate a porta na cara da CNM e de prefeitos que pediam auxílio dado três vezes no governo Lula

04/10/2017 00:210 comentários

TemerPrefeitos de vários estados, inclusive da Paraíba, mobilizados pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), estiveram em Brasília nesta terça feira (03/10), na tentativa de falar com o o presidente Michel Temer, e apresentar uma pauta municipalista. Na prática, os prefeitos foram pedir socorro a Michel Temer, o mesmo socorro dado três vezes por Lula três vezes durante o seu governo, porém, Temer se recusou receber os prefeitos. 

Na prática, Michel Temer, bateu a porta na cara dos prefeitos que pediam socorro; por outro lado, Temer aceitou receber no Palácio do Planalto, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB). Ele é um dos políticos flagrados em vídeo embolsando dinheiro entregue pelo chefe de gabinete do então governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB). 

Agenda prioritária de Temer

Enquanto os prefeitos eram recebidos pelo presidente da Câmara, o Deputado Rodrigo Maia (DEM), Michel Temer (PMDB), fazia corpo a corpo com deputados em busca de apoio para barrar o pedido de investigação por obstrução da Justiça e organização criminosa.

Temer priorizou na sua agenda ao longo do dia, encontro com mais de 40 deputados que votaram favorável a ele na primeira denúncia da PGR, por corrupção, que rejeitada pela Câmara. Entre os convidados, 13 integram, como suplente ou titular na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a primeira fase da tramitação do pedido de autorização apresentado pela Procuradoria Geral da República para que o Supremo Tribunal Federal examine a acusação contra ele. 

Os Deputados paraibanos, Benjamin Maranhão (SD), e Efraim Filho (DEM), estavam agendados para falar com Michel Temer, nesta terça feira.

Prefeitos na Câmara dos Deputados

Do salão nobre da Casa, Maia ouviu do presidente da Confederação, Paulo Ziulkoski, a “pauta mínima” do municipalismo, que tem urgência de aprovação. O líder do movimento municipalista pediu ao presidente da Câmara “interceder para que Temer faça um auxílio aos Municípios do Brasil no final de 2017”.

Presidente da CNM é aplaudido ao pedir a Temer, ajuda dada três vezes no governo Lula.

“Que o senhor possa interceder em nome dos municípios dos municípios do Brasil, juntamente com os demais deputados, para que o presidente Temer, faça o que já ocorreu em três oportunidades ainda na época do presidente Lula, que no final do ano, conceda um auxílio financeiros aos municípios do Brasil. Uma forma de amenizar um pouco essa situação sofrida”, disse Paulo Ziulkoski, presidente da CNM”, disse Paulo Ziulkoski.

Conforme explanou Ziulkoski, os prefeitos ali presentes estão em situação de crise, assim como a maior parte dos Municípios do país. “Não tem mais como governar. Não é porque a arrecadação caiu, o problema é dos encargos que os prefeitos assumem e só aumentam”, disse ele.

Ele ainda ressaltou a necessidade de pautar matérias fundamentais para o desenvolvimento e a autonomia do Ente Municipal que aguardam deliberação do Plenário da Câmara. Entre as matérias prioritárias do movimento, foram destacadas aquelas que abordam parcelamento da dívida dos precatórios, correção do piso de magistério, resíduos sólidos e consórcios.

Rodrigo Maia prometeu falar com Temer: “Tenho prazer de pedir ao presidente fazer o que for possível. Me coloco à disposição dos prefeitos”, disse ele. “Tenho certeza de que o presidente Temer terá boa vontade para encontrar solução de curto prazo. Cada ano que passa a situação do governo federal fica pior e a condição de ajuda mais limitada. Nossa solução tem que ser permanente. Temos que rapidamente discutir o pacto federativo, a reforma tributária e previdenciária”, afirmou Maia.

Da redação Paraíba Geral
Vídeo: TV Paraíba WEB
Foto: Reprodução da Internet

Deixe um comentário